Considerando a capilaridade, e atuação em nível nacional, o presente projeto visa colaborar no fortalecimento destas regiões escoteiras para a participação efetiva em Conselhos de Direitos, além de fomentar a participação ativa de nossos jovens escoteiros em espaços de controle social. O projeto “Escoteiros do Brasil pela Defesa de Direitos” foi enviado para o Criança Esperança.

O projeto encontra-se dentro de nossas estratégias de advocacy, e visa que, por meio da ocupação destes espaços, possamos acompanhar e monitorar as políticas para as infâncias, assim como incidir em temas que são nossa razão de existirmos: a educação como ferramenta de transformação social.