Desde a última sexta-feira (10), a plataforma de doações da Organização Mundial do Movimento Escoteiro (WOSM) abriga um projeto de financiamento coletivo em prol de migrantes venezuelanos no Brasil. O projeto ‘Integra Roraima’ foi lançado pelos Escoteiros do Brasil para captar recursos e viabilizar o desenvolvimento de atividades escoteiras para crianças, adolescentes e jovens venezuelanos que se encontram acampados no Estado de Roraima, em situação de vulnerabilidade.

Nos últimos cinco anos, o número de venezuelanos que cruzou a fronteira com o Brasil aumentou de forma considerável, em geral fugindo da grande crise econômica e social que afeta a Venezuela. Pela proximidade com o estado brasileiro de Roraima, boa parte destes migrantes acaba por ficar ali. Dentre eles, crianças, adolescentes e jovens que ficam ociosos e sem perspectivas.

O projeto ficará disponível na plataforma de doações da Organização Mundial do Movimento Escoteiro, de 10 de agosto até 29 de setembro, com a meta de levantar US$3.000 – com a possibilidade de as doações serem em Real (R$). Com este valor, os Escoteiros do Brasil pretendem ter pelo menos dois voluntários treinados, utilizando o Método Escoteiro e o Programa Educativo para trabalhar com o público alvo e também fazer parceria com pelo menos uma Instituição na região para sediar as atividades.

Este trabalho resultará na criação de pelo menos uma Seção Escoteira Autônoma na área, para atender, inicialmente, em média 40 crianças, adolescentes e jovens que através do Escotismo terão oportunidade de se desenvolverem nas áreas física, afetiva, intelectual, social e de caráter.

Para conhecer mais sobre o projeto, acesse a página da plataforma de financiamento:
https://goo.gl/8nkKsE