Os Escoteiros do Brasil são vencedores do 11° Prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável! Na noite da última quarta-feira (07), em evento acontecido na Ópera de Arame, em Curitiba, a instituição foi reconhecida pelo projeto ‘Escotismo Amazônico’ em um dos prêmios mais importantes na área de educação e empreendedorismo no país.

A categoria em que os Escoteiros concorreram foi ‘Empreendedorismo Social’. Os projetos foram avaliados segundo critérios que envolviam soluções para problemas sociais, empoderamento de minorias, iniciativas empreendedoras com intuito de avançar causas que impactem na vida do cidadão, atividades inovadoras e projetos para cidadania e direitos humanos. O ‘Escotismo Amazônico’ concorreu com outros 24 projetos de todo o país, e foi coroado como o melhor entre os 10 finalistas do prêmio organizado pelo ISAE (Instituto Superior de Administração e Economia).

Na visão de Antonio Livio Jorge, Diretor de Relações Institucionais dos Escoteiros do Brasil, o prêmio colabora na busca pelo resgate da cidadania. “Nossa proposta oportuniza um mundo melhor para as minorias localizadas nos nossos mais afastados rincões, e contribui para um futuro melhor, mais igualitário nas oportunidades e mais respeitoso no olhar, nos cuidados e no trato de todos os cidadãos do nosso Brasil, oferecendo à todos o mesmo espaço e atenção”, explica. O projeto foi criado em 2013, com o objetivo de transformar a realidade social de crianças, adolescentes e jovens do Amazonas, na região da tríplice fronteira com Peru e Colômbia – conhecida como Alto Solimões. Marcada pela desigualdade e problemas com álcool, prostituição e drogas, a região alcançou 12 Unidades Escoteiras Locais criadas, com mais de 1.000 novos associados atendidos e em contato com os valores do Programa Educativo e do Método Escoteiro.

Para a Diretora Nacional de Gestão Estratégica, Ilka Denise Rosseto Gallego Campos, o prêmio mostra que a atuação dos Escoteiros vai além de ações sociais isoladas. “É importante lembrar que todos os projetos incritos no prêmio precisavam estar dentro de um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, e como já vinhamos trabalhando isso nos temas anuais e nas unidades, ganhar um prêmio associado a isso é bastante relevante. É algo com peso”, comenta. A diretora, que subiu ao palco, ainda ressaltou a importância do Prêmio Ozires Silva e a qualidade dos projetos apresentados. Manoel Correia Salles, da área de crescimento dos Escoteiros do Brasil, também foi chamado ao palco para receber o prêmio. “O interessante é ver que a sociedade está reconhecendo a importância e relevância do nosso projeto. É gratificante ver algo pensado e desenvolvido por nós alcançando a atenção da sociedade desta maneira”, conclui.

Conheça mais sobre o projeto clicando aqui!

Assista o vídeo do projeto abaixo: